Filarmónica da Sociedade de Recreio Amarense

11009916_1014075091944470_210211821842514931_n

A Sociedade Filarmónica Recreio Amarense foi fundada a 1 de Novembro de 1929, na freguesia de Santo Amaro, de acordo com os estatutos de sete de Fevereiro de 1930 e de testemunhas orais, por António José da Silveira, Manuel Matos Barbosa, José Rodrigues Silveira e Francisco José Bettencourt.

Iniciou o seu caminho com 26 elementos e o regente José Vasco de Macedo. Homem este que compôs o Hino desta filarmónica e que perdura até hoje.

Quando foi fundada localizava-se onde é, hoje, a escola primária. Anos mais tarde, adquiriu sede própria até aos dias de hoje. Desde a sua formação, que os sócios sempre pagaram quotas (que teriam de ser necessariamente pagas, caso contrário, seriam excluídos da sociedade). De acordo com actas arquivadas, sabe-se que esta sociedade se reunia de quinzenalmente, ou de mês a mês.

Quanto às actuações mais importantes, sabe-se que tocaram ao senhor Governador Civil – Craveiro Lopes, ao Primeiro-Ministro da República, nas festas da ilha, tendo-se deslocado várias vezes às ilhas de Pico e Faial.

Actualmente, esta filarmónica conta com 40 músicos, 100 sócios e é dirigida pelo regente José Maria Alves Furnas.

Tendo como patrono São João, esta sociedade realiza, anualmente, uma tourada à corda para festejar o seu patrono.