Fajã de Santo Amaro

Faja Santo Amaro

Conhecida, antigamente, por Fajã da Moura, depois por Fajã do Campo Alegre, é, actualmente, designada por Fajã. Fazem parte integrante deste lugar, as ermidas de São Vicente Ferreira e do Desterro.

Pelo seu porto desembarcaram, no dia 9 de Maio de 1831, as forças Liberais comandadas pelo Conde de Vila Flor que tomaram, por assalto, a ilha de São Jorge em busca da conquista. Este foi, talvez, o episódio mais dramático e sanguinário de toda a ilha.

Próxima da ribeira da Fajã, encontra-se a casa onde viveu o ilustre Jorgense, João Teixeira Soares de Sousa, vereador da Câmara Municipal de Velas, Juiz substituto, deputado pelas ilhas de São Jorge e Graciosa, investigador e escritor.

Situam-se aqui os mais afamados laranjais da ilha e o aeródromo de São Jorge. Inaugurado em 1983, que se prolonga desde a Queimada.